DANCE, DANCE, DANCE: MAZ, MAZ, MAZ BRASIL

Post Patrocinado novembro 28, 2013 5 Comments

Ontem tive a oportunidade de estar presente num evento histórico ocorrido na Casa Guilherme de Almeida, em São Paulo: o lançamento da Klaxon em revista (com acento no “xon”, como em garçom), o mensario modernista, publicado originalmente de 1922 a 1923 (na sequência da Semana de Arte Moderna), e que foi reeditado primorosamente pela Cosac Naify. A publicação facsimilar é uma realização do Instituto de Cultura Contemporânea e contou com o patrocínio da UBS, uma empresa global que presta serviços financeiros a pessoas físicas e jurídicas. Vou me ater especificamente a esse assunto, pois foi ele que me inspirou a escrever esse post. (Vocês entenderão ao final, espero.) Cheguei ao local do evento pontualmente às 19h30 e, com o meu exemplar devidamente adquirido no caixa, procurei garantir o meu lugar na plateia já bastante movimentada àquela hora. Consegui um lugarzinho bem espremido no último banco da última arquibancada. A vista pelo menos era boa, dava para ver o palco montado para show debaixo de simpáticas árvores de um pátio ao ar livre. Ao meu lado, um homem esmerava-se em abrir o seu novo pacote, tomando o maior cuidado para manusear os nove números mais número extra com encarte editorial. Quando o vizinho finalmente conseguiu abrir a caixa, notou que eu, em meio a bolsa, sacola, Instagram e taça de espumante, esticava o olho para dar uma olhadela na Klaxon alheia. “Pode folhear a nº2, eu fico com a primeira”, disse. E em seguida me chamou a atenção para o causo do anúncio da Lacta. Eu começava a me inteirar do assunto quando o diretor da casa, Marcelo Tápia, começou a cantar o “Hino do Grupo Gambá“, canção composta por Mário de Andrade para abrir as reuniões do grupo modernista, que incluía Oswald de Andrade, Guilherme de Almeida, Sergio Milliet e Tarsilá do Amaral (a manacá cheirosa). Mas o que esse prefixo tem a ver com o tal do patrocínio a que eu iria me ater lá em cima? É que esse post, minha gente, é um post patrocinado. Siiim…o meu primeiro! Sabe aqueles textos em que o jornalista/veículo recebe (dinheiro ou produtos) para falar que a marca é legal? Pois bem, a MAZ BRASIL é a patrocinadora legal deste post (que eu, por sinal, publico com algum atraso). Isso porque em meados de agosto, depois de conhecer a MAZ BRASIL na escola onde pratico gafieira, ganhei em troca desse texto dois lindos pares de tênis da brasileiríssima marca surgida em Búzios e que ganhou o mundo. E acontece que lá na arquibancada do sarau musical modernista, aprendi que a primeira edição da Klaxon original havia sido patrocinada pela Lacta. Vocês sabiam disso? Está lá na contra-capa da edição fac-símile: COMA, COMA, COMA. LACTA, LACTA, LACTA. Daí que quando a revista foi finalmente publicada, a Lacta achou a coisa muito maluquete demais (tipo, totalmente prafrentex, trop moderne, u-là-là!) e cortou o patrocínio. Mal sabiam o bonde que perdiam… O grupo desvairado logo se manifestou: não comam mais Lacta! Enquanto eles não pagarem a nossa revista, serão ruins; se voltarem a pagar, voltarão a ser bons. E fim de papo. A relação arte-patrocînio ganhou, para mim, uma dimensão de que, sim, o dinheiro é importante, mas somente quando a empresa patrocinadora entende a importância do que está sendo produzido artisticamente. Foi o que ocorreu, nesse caso, com a UBS, que entendeu o valor desse trabalho histórico. É o que acontece com a MAZ BRASIL, que me ajuda a dar mais passos pra avante com esse blog de dança. Longe de achar que vou revolucionar a roda da publicidade blogueira, quero então dizer o seguinte: DANCE, DANCE, DANCE: MAZ, MAZ, MAZ BRASIL! DANCE MAZ! DANCE BRASIL!

Maz Shopping Eldorado
Av. Rebouças, 3.970, tel. (011) 99101-2401
www.mazworld.com.br

Topo

5 Responses para “DANCE, DANCE, DANCE: MAZ, MAZ, MAZ BRASIL”

  1. nothing

    ana maria:

    11-29-2013 21:24

    Arte e patrocinio relação que somam força e desenvolvimento do coletivo!

    Responder

  2. nothing

    ana maria:

    11-29-2013 21:26

    Viva o tenis colorido e divertido da Maz Brasil!!!Eu tenho o meu e adoro!Vamos continuar a dançar ….

    Responder

    • nothing

      deborah:

      12-03-2013 12:41

      Ana, viva esse passo-a-passo da dança!!! Qual é a cor do seu MAZ?

      Responder

  3. nothing

    João:

    12-13-2013 17:56

    Boa Debora lindo post,muito divertida a sua escrita informal. E eu não como mais BIS! hahaha

    Responder

    • nothing

      deborah:

      12-13-2013 18:55

      João, mas que prazer em receber um comentário de pessoa tão querida! Você já conhece os tênis da MAZ? O preço é super ok e dá para dançar um forrozinho legal lá na Bahia! BIS para a dança! Bjs!

      Responder